terça-feira, 19 de março de 2013

Hero Quest

Fala galera hoje é a terceira 3º feira do mês e portanto é dia de "Do Fundo do Baú", e o escolhido de hoje foi um RPG que marcou não só a infância de muita gente, como também foi um dos principais introdutores dos Role Play Games no Brasil, o Hero Quest.

Para quem não sabe oque é esse tal de RPG, existe um artigo inteiro falando sobre o assunto aqui no blog, vejam no link.


Criado em 1989 e lançado no Brasil em 1994 pela famosa empresa de brinquedos Estrela, o jogo foi criado por Stephen Baker e desenvolvido pela em presa Games Workshop (A mesma de Warhammer).


O jogo é como qualquer outro boardgame, ele possui um tabuleiro, peças e cartas para se jogar. Aqui o objetivo é sobreviver aos desafios presentes na masmorra criada pelo mestre do jogo (aqui chamado de Zargon), os personagens são um bárbaro, um elfo, um anão e um mago, que devem enfrentar diversas criaturas como goblins, orcs e mortos vivos.





Podendo servir de 2 a 5 jogadores, Heroquest era recomendado para maiores de 10 anos.

Mais tarde, o jogo recebeu inclusive expansões de lançamento, com novas cartas, inimigos e itens. Aqui no Brasil revistas de RPG especializadas no gênero como a Dragão Brasil chegaram a publicar aventuras exclusivas para o jogo.

O boardgame ficou tão famoso, que teve até mesmo um jogo de PC lançado para um console com o mesmo título.




Infelizmente, essa foi uma das experiências que eu não tive o prazer de ter, quem dera tivesse jogado Heroquest na minha infância, nunca tive e nunca conheci ninguém que o tivesse para eu convencer a me deixar brincar.


Hoje esse jogo é uma relíquia de colecionadores espalhados pelo país, é possível encontra-lo em sites na internet ou em leilões de jogos usados que costumam acontecer em eventos dedicados ao gênero RPG.

Achei também na internet comerciais e propagandas do jogo, muito legal!



Esse foi o post de hoje pessoal, espero que tenham gostado, se puderem ajudar divulgando o blog para amigos e conhecidos que apreciam o gênero fantasia, curtam a página no facebook e recomendem no google+.

Até mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta o Terra das Fábulas no Facebook